segunda-feira, 20 de julho de 2015

Ancestors: The Humankind Odyssey, Do mesmo criador de Assassin's Creed

Talvez você não saiba mas Patrice Désilets, que foi o diretor criativo de Prince of Persia: The Sands of Time, Assassin's Creed  e Assassin's Creed 2(considerados os melhores da serie) e ele saiu em 2010 da equipe da Ubisoft, não ficando responsável pelas sequências de Assassin's Creed. Em Dezembro de 2014 ele anunciou o seu próprio estúdio de desenvolvimento de jogos a Panache Digital Games e em Abril desse ano ele já anunciou o novo jogo que estão desenvolvendo chamado Ancestors: The Humankind Odyssey, saiba mais abaixo:

Segundo o próprio Patrice, ele gosta de ser rotulado como o "cara" da história, e esse novo jogo está totalmente focado nada mais do que a história da humanidade, isso num jogo de ação e sobrevivência divididos na forma de episódios (forma de jogo consagrado pela Telltale Games), com cada um desses episódios contando uma parte da evolução do homem, que vai desde os predecessores do Homo Sapiens até a dominação da Terra.

Por enquanto, o criador afirma ter ideias para cerca de 20 capítulos, abordando temas famosos como a criação da roda e das primeiras ferramentas e até mesmo algo tão inesperado quanto “a primeira pessoa a pensar em tirar leite de uma vaca”. Caso a ideia se sustente, Ancestors tem potencial para se tornar o jogo em episódios mais longo já criado.


Um dos maiores problemas dos jogos em geral é "o que fazer quando a história do jogo acaba?" geralmente você começa de novo, fica andando pelo mapa sem muito objetivo ou joga o multiplayer em alguns casos; mas a promessa do Ancestors é justamente misturar a narrativa e o mundo aberto que o jogo oferece, usando sequências de ação para deixar os jogadores em determinado estado emocional antes de soltá-los para que sobrevivam em um tipo de “playground”. Uma comparação que Patrice usou que deixa qualquer player animado é que “Será linear, como Uncharted, mas depois fica parecido com Rust”.

Ao que parece, Ancestors vai contar com um tipo de sistema de RPG em que as escolhas que os jogadores fizerem vão influenciar as gerações futuras, retratadas nos episódios seguintes. Dessa forma, é provável que o game conte com uma espécie de árvore de habilidades e que jogadores tenham que decidir se sua linha genética vai se especializar mais como caçadores e combatentes ou como exploradores e conhecedores de ervas.
Para se ter ideia do que esperar para o primeiro episódio do jogo, foi adiantado que inicialmente o jogador deve passar pela história dos Orrorin tugenensis – um ancestral humano de 6 milhões de anos atrás.  

“Faremos uma sequência em que explicaremos sobre a primeira vez que os homens andaram sobre as duas pernas. Depois, você é jogado em um mundo aberto e deve sobreviver pelo máximo de tempo possível. Nos próximos capítulos, você terá uma família e uma tribo com que se preocupar, mas isso é mais para frente”

A ideia é seguir a mesma estratégia da Telltale, ou seja, lançar o título em episódios individuais, cada um supervisionado com extrema atenção por uma pequena equipe para que o produto final seja tão bom quanto o games de orçamento maior. O desejo do criador é conseguir desenvolver vários episódios que resultem em uma aventura de aproximadamente 25 horas.