quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Entrevista com Luciano Cunha - Autor de O Doutrinador

Durante o evento Anime Rock 3 - que ocorreu na Tijuca / Rj, entrevistamos o quadrinista Luciano Cunha, criador do DOUTRINADOR. Super atencioso e disposto a contar um pouco sobre seu personagem e seus planos para o futuro. Lembrando que Luciano Cunha será uma das atrações do nosso evento no dia 12 de Dezembro.

O Doutrinador uma história nacional que o personagem é de 2008, mas estava engavetado, mas começou a refazer em março de 2013. Foi uma grande sincronia de vários fatores, quando começou a refazer em 2013, o personagem até então não tinha máscara, e com a inserção do capuz e máscara deu um aspecto mais sombrio ao personagem, junto também com as histórias também ficaram mais violentas. Em Junho, nas épocas de manifestações no Brasil, uma grande coincidência aconteceu, uma semana antes das manifestações começarem em São Paulo, Luciano postou uma história do Doutrinador indo para São Paulo e participar daquele cenário, e quase diariamente, começou a ser publicadas histórias do Doutrinador no meio das manifestações que aconteciam.

Qual o perfil do personagem “Doutrinador” e por que ele estaria inserido nesses acontecimentos políticos?

O personagem tem uma alta dose de teor político e social, o Doutrinador é um ex-militar revoltado com a corrupção que começa a caçar políticos corruptos. Apesar de parecer que o personagem “nasceu” por causa das manifestações, mas o Doutrinador já tinha essa personalidade desde 2008.

Acompanhe abaixo a entrevista completa:


A Ilha do Medo - Dennis Lehane



Indico A Ilha do Medo para os amantes de suspense, que lida com o psicológico do leitor de uma forma genial. O livro não tenta mudar o seu raciocínio, o livro apresenta o mundo do personagem principal chamado Teddy Daniels um xerife que chega em Shutter Island, com o seu novo parceiro Chuck Aule, com o propósito de investigar o desaparecimento de uma interna do Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, porem acabaram chegando antes de uma grande tempestade, capaz de impossibilitar as suas buscas durante a permanência da dupla investigativa.

Durante a forte tempestade, iniciam as suas investigações dentro do hospital a procura de pistas ou sinais do desaparecimento de Rachel, mas com o passar do tempo e com as descobertas de novos indícios sobre o desaparecimento da interna, faz com que venha a tona uma série de duvidas sobre a integridade do Hospital Psiquiátrico, que é protegida por cercas elétricas e guardas armados, gerando uma grande desconfiança sobre o lugar, podendo não ser apenas um sanatório para criminosos, mas possivelmente estejam guardando um mistério sobre as abordagens violentas ou até mesmo o uso de terríveis experiencias com drogas e cirurgias experimentais nos paciente presente no grande Hospital de Ashecliffer. 

Enquanto isso, o furacão se aproxima, aumentando a tensão de todos do Hospital Psiquiátrico de Ashecliffe...


 _ Priscila Gomes
Twitter: @ostaraster
Instagram: @ostaraster
FanPage: nomeiodaterra




quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Resenha de Jogo - Marvel: Ultimate Alliance 2





Aproveitando que hoje(25), lançou o trailer de Capitão América: Guerra Civil, vamos relembrar o jogo Marvel: Ultimate Alliance 2, que tem o seu enredo baseado nas Guerras Secretas (prelúdio para a Civil) e Guerra Civil. Talvez muita gente não se lembre ou nem conheça, porque o jogo é de 2009 e fez muito sucesso pro pessoal de PS2, mesmo tendo sido lançado para Xbox 360, Playstation 2/3, Wii e PSP.

O jogo é de RPG e que usa o mesmo sistema de jogos antecessores da Marvel e que fazia muito sucesso, que foram jogos com X-men: Legends e Ultimate Alliance 1; o seu sistema é bastante semelhante ao de Diablo (jogo que também estava em ascensão na época). Agora, o que mais chama atenção mesmo, é a perfeição que a história é contada, o jogo começa contando como começou a Guerra Secreta II (que teve Nick Fury como personagem principal da história) e interligando com a Guerra Civil.

Fiel aos quadrinhos, o grande "estopim" para a aprovação da Lei de registro de super-heróis do governo, foi uma desastrosa ação do grupo "Novos Guerreiros", o vilão Nitro causando uma explosão que além de matar os Novos Guerreiros (Namorita, Radical e Micróbio, apenas Speedball ficando viva), foi responsável pela morte de mais de 600 pessoas inocentes. O que vai ser bem diferente nos cinemas, dando entender que o "estopim" para a aprovação da lei, foram os atos fora de controle de Bucky (Soldado Invernal), essa mudança drástica na história, provavelmente é porque durante os filmes lançados até agora, foi o único motivo plausível e que trabalhar com todo o universo Marvel agora, talvez seria muito trabalhoso.

A representação com que as cenas foram feitas chega a ser emocionante para os fãs de quadrinhos, a liberdade que o jogo te dá de poder escolher decisões e o lado pelo qual você irá lutar dá uma interatividade melhor para o jogador; mais uma das maiores interatividades são os personagens disponíveis e que se pode jogar no decorrer do jogo, são cerca de 30 personagens, mais os personagens que variam das versões de console, como: Ciclope, Blade e Psylocke para PS2, PSP e Wii; Mulher-Hulk e Sentinela para Nintendo DS.

Para quem for jogar Ultimate Alliance 2 ou ler a saga da Guerra Civil, porque está interessado no filme, a dica que posso dar é que tem muita coisa diferente. Quando joguei/li sobre essa saga, eu escolhia de cara Homem de Ferro, mas no decorrer da história, fui me identificando mais com os princípios e a causa que o Capitão América estava defendendo; afinal, ele está defendendo os heróis/vilões para que não sejam registrados e tenham que revelar sua identidade secreta.

Guerra Civil é considerada uma das melhores sagas da Marvel e não é atoa que teve um jogo sobre, e que agora vai receber um filme (será que Invasão Skrull também vai ter filme?!), resta a você agora...

Qual lado você vai escolher?!

Trailer oficial de Capitão América: Guerra Civil é liberado!


A espera por esse trailer foi grande, mas quando chegou, com certeza valeu a pena essa espera!! Além do trailer oficial ter saído, o filme também já ganhou uma sinopse oficial, confira:

"Depois dos eventos de ‘Vingadores: Era de Ultron‘, ‘Capitão América: Guerra Civil‘ encontra Steve Rogers liderando o recém formado grupo de Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Mas após outro incidente, envolvendo os Vingadores, resultar em danos colaterais, aumenta a pressão política para instalar um sistema de responsabilização, comandado por uma agência do governo para supervisionar e dirigir a equipe. O novo status quo divide os Vingadores, resultando em duas frentes – uma liderada por Steve Rogers e seu desejo de que os Vingadores se mantenham livres para defender a humanidade sem a interferência do governo, e a outra que segue a surpreendente decisão de Tony Stark de apoiar a responsabilização e supervisão do governo." 

Prepare-se para escolher um lado, você está a favor do Registro (Homem de Ferro) ou contra o registro (Capitão América). O filme "Capitão América: Guerra Civil" vai estrear nos cinemas dia 28 de Abril de 2016.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Titulo solo de Patsy Walker - FELINA - Será publicado pela Marvel em dezembro

Patsy Walker AKA Hellcat, nova série solo da Felina, que terá Kate Leth nos roteiros e Brittney Williams nos desenhos, a partir de dezembro. Antes da estreia do seriado da Jessica Jones, que coloca uma das mais antigas personagens da Marvel em destaque no papel de umas das coadjuvantes principais da série, Paty Walker. Mas o novo leitor - e o velho também - terá uma chance de saber mais da personagem com sua nova revista mensal que chega com a Nova e Diferente Marvel.
A ideia é dar à série uma cara de comédia com elementos de ação, "algo como uma versão super-heroica de Trainwreck ou Broad City, uma história cômica com ação sobre uma mulher tentando acertar sua vida", diz ao Yahoo o editor Wil Moss.

Sua história

Patricia Walker foi a única filha de Joshua Walker e Dorothy Walker, uma escritora de quadrinhos. Enquanto ela ainda era uma criança, ela agiu como agente de sua mãe, ajudando-a na modelagem e trabalhos comerciais. O maior sucesso de Dorothy Walker foi a criação de uma revista em quadrinhos nomeada por sua filha, com aventuras românticas de Patsy e seus amigos da vida real como adolescentes. O livro em quadrinhos de Patsy Walker foi muito popular e continuou por mais de uma década, como Patsy cresceu dentro e fora da sua adolescência. Patsy Walker sentiu muito estranho esta expossição ficcionalizada de sua mãe, e ficou aliviado quando a série deixou de ser publicada. Constantemente expostos em histórias em quadrinhos, Walker cresceu para idolatrar os heróis que sua mãe escreveu sobre. No entanto, ela deixou de sonhar acordado logo após o colegial e se casou com seu amigo de infância, Robert Baxter (que apareceu nos quadrinhos Patsy Walker como seu interesse romântico). Baxter estava no programa de treinamento de oficiais da Força Aérea, e Walker passou os próximos vários anos de sua vida em um número de bases da Força Aérea.

Enquanto o marido foi designado para um posto de segurança no pesadamente subsidiados pelo governo Brand Corporation, em Nova Jersey, Patsy Walker encontrou o Fera e descobriu sua identidade secreta. Walker havia muito idolatrado "super-heróis", e que provocou a promessa dele que, em troca de manter seu segredo, ele iria ajudá-la a se tornar uma "super" heroína. Finalmente o casamento de Walker chegou a um final amargo, e ela procurou o Fera, que agora era um membro dos Vingadores, para lembrá-lo de sua promessa. Agindo junto com os Vingadores para investigar atividades criminosas na Corporação Brand, Walker descobriu um traje que era usado por Greer Nelson em sua identidade como a Gata. Ao colocar a roupa, Walker apelidou-se de Felina e usou sua capacidade atlética natural para ajudar os Vingadores. Walker acreditava que a fantasia de algum modo reforçada sua agilidade e velocidade, e pelo poder da sugestão de mais nada, não tinha.

Embora ela esperava juntar-se aos Vingadores, Felina foi persuadida pela sacerdotisa Titaniana Serpente da Lua para acompanhá-la para Titã e passar por um período de treinamento. Durante sua estada em Titã, o pequeno potencial psiônico da Felina foi artificialmente reforçada por vários dispositivos eletrônicos orgânicos (Serpente da Lua utilizada tecnologia semelhante para dar poderes para Angar o Screamer e Ramrod) e foi dado amplo treinamento em artes marciais. Após seu retorno à Terra, ela conheceu os Defensores e decidiram aceitar a sua oferta de adesão ao invés dos Vingadores.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

LUCIANO CUNHA - criador do O DOUTRINADOR - Presente no Family Geek Brasil em DEZEMBRO


O Doutrinador é mais um exemplo, entre muitos, da relevância da internet para a produção independente de quadrinhos.

O designer gráfico Luciano Cunha percorreu a via crucis de todo quadrinhista talentoso com uma ideia na cabeça e um pincel na mão. Bateu à porta de várias editoras e recebeu as negativas de praxe.

 No seu caso, há uma agravante. O Doutrinador é protagonizado por um tipo específico de justiceiro: um assassino a sangue-frio de políticos corruptos e daqueles que se empoleiram no poder para benefício próprio.

No primeiro tratamento da obra, lembra Luciano no posfácio, ele manteve não só a aparência das vítimas, conhecidos políticos brasileiros, mas também seus nomes verdadeiros. Não é mesmo o tipo de trabalho que uma editora aceitaria.

A saída foi publicar na internet, já com mudanças, primeiro na linha do tempo do autor no Facebook, depois numa fanpage (que conta hoje com mais de 34 mil seguidores), e finalmente num site próprio.

Os primeiros capítulos de O Doutrinador começaram a ser postados em abril de 2013. Dois meses depois, as manifestações de rua que se espalharam por todo o país potencializaram a audiência do personagem.

O Doutrinador ganha cada vez mais a atenção da imprensa com matérias publicadas em diversas revistas e sites nacionais e internacionais: 

ROLLING STONE - Argentina

JORNAL METRO

COMPUTER ARTS

VOCATIVE - Nova York

ROAR MAGAZINE - Reino Unido

89 FM

MALDITA Rádio Fluminense

MONDO VAZIO

ROCK PRESS

REVISTA MUNDO DOS SUPER HERÓIS

O GLOBO - PAÍS

UNIVERSO INSÔNIA

ROADIE CREW

Sobre o Doutrinador

Um dia, não se sabe a data ao certo, um velho soldado do Exército brasileiro decidiu deixar sua aposentadoria, após "quase 40 anos vivendo como um esboço, um rascunho", para uma nova missão, "a mãe de todas as batalhas". Seu uniforme, ao invés da farda verde camuflada, passou a ser uma grande máscara de oxigênio e um casaco com capuz para não ser reconhecido. Do Exército sobraram as botas de couro e os fuzis, dessa vez usados para travar uma guerra —sua guerra— dentro do Brasil contra um inimigo interno: a corrupção. A primeira vítima dessa aventura foi um pastor deputado, assassinado em um quarto de hotel; a segunda, um velho senador que descansava em uma praia do norte. Este justiceiro quer limpar o país de seus dirigentes corruptos e não há negociação ou propina que o detenham:

— E-Eu te pago para me soltar!! Quanto é??

— Não quero seu dinheiro, secretário. Quero que o senhor trabalhe! Só isso. Trens como currais humanos... Ônibus assassinos sem nenhuma fiscalização... Metrô superfaturado e superlotado... Barcas com problemas todos os dias...

— Eu vou mudar tudo!! Eu juro! Eu prometo!

— Não secretário... Eu acho que a mudança virá com seu sucessor... Ou irei atrás dele também.

O Doutrinador já rendeu alguns "mal-entendidos ideológicos" para Cunha, que se irrita de ter que explicar sobre a ideologia de seu personagem. "O viés que as pessoas tomam para ele é político, mas pro Batman, porque é o Batman, é o viés de entretenimento, de diversão. Em O Cavalheiro das Trevas, ele é um milionário que caça bandidos pobres... Usa todo o seu aparato, força e dinheiro para fazer justiça com as próprias mãos. Mas dizem: 'ah, isso é só quadrinho'. Porra, maso meu também é só um quadrinho!", explica o autor. Muitos dizem que ele desenhou um personagem fascista; outros, de extrema esquerda ou libertário. Na verdade, sua intenção era criar um protagonista maluco, um vingador completamente desequilibrado. "Ele simplesmente caça e mata os políticos de todos os lados. É um lunático. Ao invés de olhar a questão partidária ou ideológica, as pessoas devem ver o lado psicológico dele: nada justifica o que ele faz".
O público de O Doutrinador não é composto pelos típicos aficionados por quadrinhos. É mais abrangente, explica ao autor, para quem o que atrai esse público é menos a arte e mais o sentimento de que "alguma justiça" —atenção às aspas— estava funcionando contra os corruptos.
Depois do sucesso no Facebook, a primeira temporada de O Doutrinador migrou para o site oficial do personagem na Internet. O sucesso da história animou Cunha a publicar a segunda temporada a partir de abril de 2014, intitulada "Dark Web". Dessa vez, contou com a ajuda do músico Marcelo Yuka (ex-baterista de O Rappa), que teve a ideia do roteiro. Além de publicar as duas temporadas pela Red Box, o autor filmou em março deste ano um piloto de série e sua produção está sendo negociada com um canal fechado.  
Cunha já idealizou uma terceira temporada, mas admite que "quer dar um tempo". Apesar de ter começado cedo no mundo dos quadrinhos —"com 16 anos estava com o Ziraldo fazendo a revista do Menino Maluquinho"—, sua arte ainda não lhe sustenta. Trabalha com ilustração em uma agência de publicidade e se dedica a seu personagem durante seu tempo livre. "Publicava três paginas por semana, as vezes até cinco. E me tornei pai agora, então é muito cansativo". Além da possível série de televisão, sua obra também está sendo transformada em um jogo de videogame e um RPG. "Tenho plena consciência de que, só com quadrinho, não dá. Mas ele virando outra mídia, posso me dedicar só a ele. É o sonho de qualquer quadrinista no mundo todo".
Em dezembro deste ano (2015) Luciano Cunha estará junto com o quadrinista Péricles Junior no evento #FamilyGeekBrasil realizando uma palestra sobre Hqs nas redes sociais, com ótimas dicas para você que pretende entrar nesse ramo. Será no dia 12/12 as 13:00 e a entrada será GRATUITA! 

sábado, 21 de novembro de 2015

4 HQs Nacionais de ÓTIMA QUALIDADE!

 AURORA - de FELIPE FOLGOSI


Talvez você tenha conhecido Felipe Folgosi recentemente, em ‘Chiquititas’. Ou quem sabe já acompanhe seu trabalho há anos, desde ‘Corpo Dourado’ ou ‘Explode Coração’. Contudo, uma coisa é certa: você ainda não conhece seu lado autor.

Foi em 2004, depois de uma temporada estudando roteiro em Los Angeles, que o ator/autor iniciou a idéia. Como a maioria das idéias surgiu de repente ao notar que algumas marcas de nascença que possui, formavam padrões geométricos. Daí começou a imaginar como seria se um sujeito tivesse uma “constelação” gravada no corpo.

Felipe desenvolve uma história de ação surpreendente que mistura fatos científicos e questões filosóficas. “Como fã do gênero, penso que as melhores histórias partem de premissas reais combinadas de forma inusitada e levadas às últimas consequências, então pesquisei muito para que cada termo científico usado, cada dado técnico citado gerasse uma sensação de verossimilhança no leitor”, explica o autor, que levou dez anos entre a ideia original e seu lançamento, período dedicado à pesquisa exigida pelo projeto: “a pesquisa foi extensa, detalhada, começando com os locais onde se passa a história, dados sobre astronomia e astrofísica, sobre partículas cósmicas, precessão dos equinócios, neandertais versus homo sapiens, aceleradores de partículas, agências de pesquisa militar, maçonaria e por aí vai”, relata.

“Aurora” é um thriller de ficção científica que conta a história de Rafael, pescador que presencia um fenômeno natural nunca visto antes. Essa experiência o transforma em algo maior que um simples humano, um herói moldado pela evolução natural que acaba perseguido pelo governo americano por conta de seus poderes.

321: FAST COMICS - de FELIPE CAGNO


321: Fast Comics deixou de ser um livro em quadrinhos e se tornou oficialmente uma série com o lançamento do segundo volume previsto para agosto e seguindo a tradição de reunir curtas histórias no formato “3-2-1” com grandes artistas envolvidos.

Em 2014, o editor e roteirista Felipe Cagno reuniu um time de mais de trinta artistas para produzir vinte e uma histórias nos mais variados gêneros.

O sucesso começou com uma das maiores campanhas de quadrinhos no Catarse em 2014 com quase 750 apoiadores e mais de R$37mil levantados para a produção do livro, e culminou com Felipe Cagno levando o 31º Troféu Ângelo Agostini de “Melhor Roteirista de 2014” por seu trabalho na HQ.

Feras como Ivan Reis, Joe Prado, Frank Martin e Rod Reis voltam a publicar material original para um quadrinho brasileiro através do “321: Fast Comics Volume 2” depois de anos em atividade no mercado americano. Já artistas estrangeiros como Alex Sinclair, Andrew Dalhouse, Israel Silva e Jonathan Hamilton trazem sua arte pela primeira vez à terras tupiniquins.

A mescla não para por aí. Com figurinhas carimbadas das HQs entregando material inédito e fugindo do usual, artistas como Pedro Mauro, Will Sideralman, Rogério Coelho, Sam Hart, Brão, Bira Dantas, Fábio Coala entre outros também são destaque no “321: Fast Comics Volume 2”.

Os Poucos & Amaldiçoados - Felipe Cagno


A Ruiva, personagem criada por Cagno, juntamente com Fabiano Neves, apareceu pela primeira vez nas páginas do primeiro volume da “321: Fast Comics”. No melhor estilo western com elementos sobrenaturais, contará as aventuras da caçadora de maldições em um mundo pós apocalíptico onde mais de 90

% da água do planeta desapareceu há anos.
Em um mundo pós-apocalíptico onde 90% da água do mundo simplesmente desapareceu da noite para o dia, a humanidade teve que aprender a sobreviver às piores condições possíveis. 70 anos já se passaram e os poucos que chegaram até aqui mal se lembram do que é ter água em abundância.
A Ruiva vaga de cidade em cidade caçando maldições e tesouros, sussurros quietos na calada da noite, nada é impossível no mundo de hoje. Desde que a água desapareceu, a humanidade perdeu sua bússola moral, nada é mais crucial que a própria sobrevivência.
Maldições, monstros, lendas, voltam dos confins do inferno a cada novo pacto selado com o mundo de lá por alguém desesperado, e cabe apenas a uma pessoa balançar essa cadeia alimentar.
A primeira edição tem lançamento previsto para a Comic Con Experience (CCXP) em São Paulo nos dias 3 a 6 de Dezembro de 2015 onde os apoiadores poderão retirar suas recompensas antes do término da campanha. As edições seguintes serão lançadas com intervalos de três a quatro meses.

QUAD 2 - de Diego Ferreira Contreras Sanches



Com: Aluísio C. Santos - Diego Sanches - Eduardo Ferigato - Eduardo Schaal
Esses quatro artistas atuam em diversas áreas de ilustração: editorial, publicidade, games e, claro, quadrinhos. E também, compartilham a paixão por histórias de ficção científica. Daí veio a ideia de produzirem uma revista juntos, com histórias de aventura em mundos desconhecidos, naves, robôs, alienígenas e motos voadoras.
Robôs, caçadores de recompensas, corridas no deserto e um gato preto.

O QUAD é uma revista de histórias em quadrinhos de ficção científica produzida por quatro autores: Aluísio Cervelle Santos, Eduardo Ferigato, Diego Sanches e Eduardo Schaal.
Quatro artistas, quatro histórias, dentro do mesmo universo de ficção.
A primeira edição foi financiada no Catarse  e lançada durante o FIQ em Belo Horizonte, já estando na quarta edição.



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Exposição EDMUNDO & EDNO RODRIGUES - Family Geek Brasil 2ª edição.

Em nossa segunda edição teremos uma pequena exposição com os trabalhos dos irmãos Edno e Edmundo Rodrigues, 2 grandes artistas dos quadrinhos nacionais.


Conheça um pouco mais sobre os irmãos, iniciando pelo mestre Edmundo:


Nasceu no Estado do Pará, onde permaneceu até os cinco anos de idade, quando foi para o Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Cursou vários cursos de artes, até o conceituado curso de Comics da Escola Continental de Hollywood. No Rio de Janeiro, estudou no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro.
Em 1967, mudou-se para São Paulo e vai morar na Aclimação, trabalhando para várias editoras da cidade.
O artista morou na cidade do Rio de Janeiro, no bairro do Leme.


A partir de 1959 ficou conhecido no país ao desenhar Jerônimo, o Herói do Sertão, personagem principal de uma radionovela popular, depois adaptada como telenovela. Também desenhou O Falcão Negro, herói de um programa de televisão. Trabalhou na revista Calafrio, escrevendo e desenhando histórias de terror. Sua criação feminina mais famosa e conceituada é Irina, a Bruxa. Clássico dos quadrinhos de terror brasileiros, Irina foi publicada originalmente em 1967 pela editora Taíka. Nos anos 80 a editora Bloch publicou Irina em cores. Edmundo foi editor de quadrinhos na Bloch[1] .
Edmundo, faleceu no dia 10 de Setembro de 2012, e a causa morte não foi divulgada.

Parcerias:
Maja, A Mulher Vampiro é um clássico do Terror, criada pela roteirista de quadrinhos Ágata Desmond em parceria com o grande ilustrador Mestre Edmundo Rodrigues. Conta a história de uma dançarina de Cabaré onde através da sua dança sexual ela envolvia seus admiradores com sua beleza e seus encantamentos. Depois de encanta-los leva-os a morte, sugando todo seu sangue . Essa revista foi produzida no tempo da Editora O Livreiro,foram somente 2 dois números. Maja,A Mulher Vampira, e O Fim da Mulher Vampira.

Sobre Edno Rodrigues:

A parceria com o irmão Edmundo em em 1954 inventando e rabiscando em papel brinquedos para montar que depois Edmundo levav para serem publicados junto com outros trabalhos na revista "O Tico-Tico", em 1957 desenhou em parceria com o irmão nas histórias do herói do Sertão: Jerônimo e Moisés Weltman, João Pará em 1966.
Trabalhou na RGE, na editora RIO GRÁFICA, editora BLOCH, editora GARIMAR entre outras no decorrer dos anos...
Fã de Gil Kane e Joe Kubert, deixou os quadrinhos por um período para se dedicar a vida militar na Marinha, mas em 1968 participou da edição RAIO NEGRO nº13.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

A decepcionante gameplay de Friday the 13th: The Game

Conseguindo superar sua meta de arrecadação no Kickstarter de US$ 700 mil, a campanha de financiamento coletivo de Friday the 13th: The Video Game terminou na última sexta-feira (13), arrecadando um total de US$ 823,704 de cerca de 12 mil doadores. O game é um multiplayer assimétrico de terror, em produção pela desenvolvedora britânica Gun Media em parceria com a Illfonic, para PlayStation 4, Xbox One e PC.O jogo ainda não tem uma data para estreia definida, mas provavelmente será em 2016.

Graças a conquista realizada, a equipe responsável pelo jogo liberou um gameplay de uma versão pré-alpha do jogo, o que significa que muitas coisas podem mudar,como os modelos das personagens, animações e outras coisas, não são finais. Esta versão serve apenas para testar diferentes conceitos. Confira abaixo a gameplay:


Infelizmente, ao assistir a gameplay, não me senti tão empolgado com o jogo, que como ponto positivo tenta simular um ambiente semelhante do filme, com um ambiente extremamente escuro e com muito mato (pena que exageram demais,a ponto de não se enxergar nada). Como ponto negativo, o jogo não apresentou nenhuma diferença dos vários jogos parecidos que já existem, e se parece mais com um jogo do Slender Man qualquer.

Confirmado participação de LIPE DIAZ STUDIO - FAMILY GEEK BRASIL segunda edição


Para a próxima edição do #FamilyGeekBrasil teremos mais uma participação especial... Lipe Diaz estará presente desenhando ao vivo seu personagem favorito, além de trazer seus alunos para participarem do evento e falando um pouco mais sobre sua escola.

Quer saber mais sobre a escola? Segue algumas informações:

Lipe Diaz Studio é o seu estúdio

Não somos a escola de DESENHO ARTISTICO , não fazemos cópias e retratos.
Somos um ESTUDIO/ESCOLA de ARTE focada em Design para Entretenimento, especificamente QUADRINHOS, GAMES, ANIMAÇÃO e ILUSTRAÇÃO e quem sabe um dia CINEMA. Uma escola/estúdio de AUTORES, IlUSTRADORES, ANIMADORES, DESIGNERS DE ENTRETENIMENTO E CARTUNISTAS. Nosso objetivo é desenvolver o trabalho dos sonhos para os clientes dos sonhos, dando vida e consistência. Imaginar e dar ação, livre das oscilações do mercado e intermediários. Faça o que você gosta para quem gosta.

ASSIM SURGIU SEU ESTÚDIO
Lipe foi aluno, mestre e profissional atuantente nesse mercado, tendo experiência nacional e internacional. Sua visão enquanto diretor de escola / estúdio é simples. Semear uma comunidade aonde os projetos que gostaria de participar ou apreciar estivessem ao redor.

E ISSO ACONTECEU!
Os melhores artistas irão passar por estes cursos, realizando, compartilhando ou buscando realizar objetivos. O Estúdio se tornou referência de ensino da arte para entretenimento no Rio de Janeiro, sendo o curso / estúdio que o Lipe até hoje gosta de fazer. Somos Estúdio, Escola e Selo Editorial, tendo como parceiro a Editora Livros Ilimitados, Academia Brasileira de Quadrinhos e nossos clientes.


*Curso de Desenho Base ( Drawing Fundamentals)
Artístico, Quadrinhos, Games, Animação e Ilustração

*Quadrinhos profissionais ( Graphic Storytelling )
Dos fundamentos da narrativa até a produção para editores
( Autoral, Disney, Cartoon, Comics, Mangá, Europeu )

*Desenho de Modelo Vivo - Life Drawing
Figuras Humanas (NU) , Animais e Locações

*Caricatura - Caricature
Editoriais e ao Vivo ( Figuras humanas e cenários )

*Cartum e Tirinhas ( Cartooning )

*Perspectiva e Criação de Ambientes

*Mangá - Narrativa - Produção Editorial

*Pintura Analógica ao Digital ( Painting )

*Concept Design - Introdução ao design de elementos
para projetos - Mercado de entretenimento

*Animação Clássica ( Do desenho ao Harmony-Toon Boom )

Entrem no site LIPE DIAZ STUDIO.

Sobre o profissional:


Traz em sua história a experiência de ter trabalhado com dois dos maiores ícones da cultura pop, William Shatner ( Capitão Kirk de Jornada nas Estrelas e Adam West( O Batman da serie de TV ) , Buddy Scalera, roteirista de titulos como Deadpool, Avengers, Agente-X, Pet Avengers, para a Marvel Comics.

Para a Marvel, Lipe desenhou personagens para o Game Avengers Ultimate Aliance , dentre outros trabalhos de direção da arte para um ex executiva da Nintento. Começou a carreira criando quadrinhos e jogos para conteudo de alguns dos portais kids da Globo.com e Ibest. Na área de animação desenvolveu animações instrucionais para a empresa de medicina Merk. Na área de ilustração atuou criando desenhos instrucionais para universidades e ilustraçõs para campanhas publicitárias.

Nosso evento será dia 12 de dezembro, Sábado as 13:00 - entrada GRATUITA!

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Sexta-feira 13: 5 curiosidades que todo fã de terror precisa saber.

1. O  Melhor assassino

Para começar bem a data, vamos falar do melhor assassino, aquele que mais matou."e o premio vai para: Jason Voorhees" Fazendo jus à data, o assassino que mais levou gente “desta para outra” foi Jason Voorhees, da franquia “Sexta-feira 13”. O mascarado teve um total de 157 vítimas em seus 12 filmes, totalizando uma média de 13,08 mortes por longa. 

2. A maior bilheteria.

Apesar de todos os seriais killers, demonios e fantasmas tentando conquistar as pessoas... quem ganhou essa parada foi um tubarão.
O filme com a maior bilheteria da história do terror foi “Tubarão”, de 1975. Dirigido por Steven Spielberg, o clássico conquistou US$ 795 milhões.

3. Orçamento baixo com auto lucro.

 A obra de terror com menor orçamento e que mais arrecadou bilheteria foi “Atividade Paranormal”. Gravado em 2009, o longa utilizou apenas US$ 15 mil e teve como rendimento estimado US$ 193 milhões.

4. O mais premiado 


Na maioria das vezes, os filmes de terror são renegados em grandes premiações, como o Oscar. Mas nem sempre foi assim. Em 1991, “O Silêncio dos Inocentes”, do diretor Jonathan Demme, levou 5 estatuetas na premiação! São elas: melhor filme, melhor ator para Anthony Hopkins, melhor atriz para Jodie Foster, melhor diretor para Jonathan Demme e melhor roteiro adaptado para Ted Tally.

5. Acontecimentos Bizarros 

Um dos maiores clássicos do terror, “O Exorcista” tem uma lista bizarra de mortes e incidentes durante as gravações de seus quatro filmes. Dizem que as maldições foram tantas que nove pessoas ligadas à produção do filme morreram de forma inexplicável. Além disso, o diretor do filme, William Friedkin, tinha hábitos pouco comuns durante as gravações, como dar tiros para o alto sem aviso e até bater nos atores. Tudo, segundo ele, em busca de maior realismo nas interpretações.

Que ótimo dia para um exorcismo. não acham?

Moto G "turbinado" chega ao Brasil pelo valor de R$ 1300




A Motorola Acabou de anunciar a chegada oficial do moto G turbinado no Brasil, o moto G turbo.
A nova edição tem o mesmo design do moto G de terceira geração, porem um hardware bem mais potente, com um processador octa-core, aumento na memória ram e no armazenamento interno.

A tecnologia TurboPower é o grande diferencial deste novo Moto G. O acessório, já presente no top de linha Moto X Force, promete 10 horas de bateria em apenas 15 minutos. Além disso, o gadget agora tem proteção IP67, que garante resistência à água e poeira.

Segue a baixo as especificações do modelo : 
  • Sistema operacional: Android 5.1.1 Lollipop
  • Tela: 5 polegadas
  • Resolução: 1280x720 pixels
  • Densidade de pixels: 294 ppi
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 615 octa-core
  • Clock de processamento: 1,7 GHz
  • GPU: Adreno 405
  • Clock da GPU: 550 MHz
  • Memória RAM: 2 GB
  • Memória de armazenamento: 16 GB
  • Câmera traseira: 13 MP
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Bateria: 2470 mAh
  • Dimensões: 142,1 mm x 72,4 mm
  • Espessura: 11,6 mm
  • Peso: 155 g

A Guerra dos Robins - Inicia em DEZEMBRO

O Robin celebra 75 anos em 2015 e, para celebrar, a DC Comics fará crossovers com diversas versões do personagem no arco "Robin War", que vai juntar as HQs Gotham Academy, Robin: Son of  Batman e We Are Robin em dezembro.

Na guerra dos Robins, as três HQs farão crossover durante cinco semanas, com epílogos especiais escritos por Tom King (Grayson), Lee Bermejo (We Are Robin) e Pat Gleason (Robin: Son of Batman), com desenhos de Khary Randolph (We Are Robin) e outros.

Na trama, Damian Wayne retorna a Gotham e descobre que Bruce Wayne não é mais o Batman, diversos adolescentes tomaram para si o nome de Robin e a polícia de Gotham, personificada no novo Batman, está caçando os meninos-prodígios. Para piorar, Capuz Vermelho, Robin Vermelho e Dick Grayson retornam à cidade - e começa a guerra dos Robins contra si mesmos, contra todo mundo e contra a volta da Corte das Corujas.

Além da saga, a DC também vai lançar Batman & Robin Eternal, uma série semanal que vai substituir Batman Eternal a partir de outubro.

Episódio 1 - Lar doce Lar



Quando nos mudamos, pensávamos que a nossa vida mudaria para melhor, pensávamos em nos adaptar rápido e construir grandes amizades. Nunca nos preparamos para o grandes problemas, pensávamos muito mais em como arrumar os nossos cômodos ou melhor qual cortina ficara mais bonita na sala. Não observamos os buracos ao lado, tudo era evidente, as perturbações eram claras, porem acabamos nos cegando.

- Corra filho

Todas as portas se fecharam em um único tiro, barulhos altos de passos, chaves que tentavam abrir as nossas portas, as idas e vindas consumiram toda a nossa energia. Estávamos acabados e não tínhamos coragem de sair e muito menos de voltar.

- Ed vai para o armário e se esconda, não saia por nada, não saia se eu pedir ajuda, porque não será a mamãe. SERÃO ELES.

- Mãe fica comigo, não vai. Chama o papai ele poderia ajudar a nos proteger.

- Filho todo o dinheiro da mamãe foi para compra dessa casa e não tem como sair daqui tão cedo. Não quero envolver o seu pai nisso, ele ficará preso.

- Mãe porque estamos passando por isso? Nunca fizemos nada com eles, porque?

- Irei descobrir meu filho e sairemos desse prédio maldito.

_____________ 1 mês atrás _____________

O interfone toca e a vizinha do 101 queria dar as boas vindas a família, trazendo uma bela torta de morango. Anna se sentiu muito acolhida e percebeu o mesmo sentimento no seu filho, era como se fosse uma tia e o deixou mais calmo. A vida de Ed ficou realmente desconfortável, precisou deixar alguns amigos, brinquedos, vizinhos e familiares;  estava triste por saber passaria um bom tempo sem eles.

A vizinha é Clara, uma senhora que deve ter os seus setenta anos de idade, tinha um cheiro forte de talco, uma pele branquinha como o algodão, algumas pintas na bochecha e um forte aperto na hora do abraço. Sentou com agente e começamos a ter uma longa conversa.

- Ed se soltou no sofá por causa da barriga cheia da torta de morango. Ela acertou na escolha do sabor. _ Clara quantos anos a senhora mora aqui nesse prédio?

- Nossa seria uma longa, loga história sobre os contos desse lugar, mas vou me limitar a sua pergunta. Moro aqui a setenta anos minha cara.

- Estou admirada, então a senhora nunca se mudou? Significa que o lugar deva ser maravilhoso.

- O rosto de Clara acabou entortando quando Anna faz tal comentário sobre o prédio. _ Anna depois que você mora no prédio 555, não consegue mais sair. 

- Ficou feliz em saber disso, ela não desejava se mudar novamente um bom tempo, obviamente precisarei ficar aqui por longos anos, até conseguir juntar mais uma poupança. 

- Você não é casada? Desculpe a pergunta.

- Eu me divorciei e toda a minha parte foi investida nesse imóvel. Fiquei com a guarda do Ed, esse anjinho na minha vida é bem responsável e não conseguiria viver sem ele, contudo não posso deixar de lado a necessidade de um lugar acolhedor. Ele esta longe do pai e dos seus amigos, precisava de um lugar assim, tranquilo e familiar.

- Parecem ser bem amigos, não é?

- Somos amigos sim, as vezes sinto que ele toma mais conta de mim do que eu dele. Sinto o quanto me protege e me tranquiliza. Para um menino de dez anos, esta muito desenvolvido.

-  Gostei muito do Ed, um menino educado, ótima criação.

- Obrigada, mas me diga, quando eu falei sobre esse lugar ser maravilhoso, você acabou entortando rosto, porque você fez isso?

- Anna pode ficar por uma outra hora? O tempo passou rápido e tenho alguns compromissos inadiáveis. Agradeço o seu carinho e por ter aceitado a minha torta de morango.

- Que nada, eu que tenho de agradecer pela torta. Ed esta la na sala jogado no sofá de barriga cheia, quer se despedir?

- Sim, vou la rapidinho. _ Ed meu anjinho, cuida da sua mãe e não deixa ELES tocarem nela.

- Obrigada pela torta senhora Clara. _ Eu sei do que a senhora esta dizendo e não deixarei ninguém tocar nela. 

CONTINUA ...

Escrito pela autora _  Priscila Gomes


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Novo Game - FOR HONOR - Para 2016

For Honor



Primeiro título de uma série que mistura habilidade, estratégia e jogo em equipe com combates violentos, o game leva os jogadores a uma luta que ocorre no meio da uma guerra entre três facções: os bravos cavaleiros (as legiões), os brutais vikings (os nascidos na guerra) e os enigmáticos Samurais (os escolhidos). O game ainda não tem data de lançamento, mas estará disponível para PS 4, Xbox One e PC.

O jogo terá um multiplayer competitivo, em que jogadores podem fazer equipes com seus amigos para enfrentar clãs de todo o mundo. Na demonstração na E3, as equipes que batalharam tinham quatro jogadores cada. Mas, além deles, cada time conta ainda com dezenas de guerreiros controlados com inteligência artificial.

Um detalhe bem interessante que se viu no trailer foi que os jogadores podem entrar na batalha contra os inimigos controlados pelo computador em combates no estilo “God of War”, dando golpes e tentando derrotá-los sem sair do plano tradicional do jogo. Em lutas player x player, porém, isso muda.

As batalhas ficam com mais cara de “Bloodborne”, por exemplo, em que a “mira” fica em seu inimigo o tempo todo e você deve atacá-lo e se defender usando a sua espada. Não foi revelado como as batalhas são decididas, se há um tempo, se há algum objetivo, ou se, simplesmente, deve-se apenas eliminar os players adversários.

Como será lançado apenas no ano que vem, For Honor ainda tem muitos detalhes que podem ser revelados em breve.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Family Geek Brasil - 2ª Edição - 12 de Dezembro


Em sua segunda edição do #FamilyGeekBrasil teremos a presença de 2 grandes desenhistas nacionais palestrando sobre QUADRINHOS nas REDES SOCIAIS, são eles Luciano Cunha (criador do personagem O Doutrinador ) e Péricles Junior (Autor da Hq Carnívora ), ambos trabalhos com destaque nacional e internacional.

* Sobre LUCIANO CUNHA

Viciado em quadrinhos desde que se alfabetizou, Luciano tem Jack Kirby e Frank Miller como maiores influências no seu trabalho, além dos "novatos" David Aja, Mike Mignola e Chris Bachalo. Sua primeira experiência veio com o gênio Ziraldo, que é como Luciano se refere ao criador do Pererê e do Menino Maluquinho, quando trabalhou na equipe que produzia o gibi deste último, no final da década de 80.
Com mais de 20 anos de carreira, já dirigiu arte para diversos meios de comunicação, desde infográficos para jornais diários até ilustrações digitais para várias agências de publicidade.


* Sobre PERICLES JUNIOR


Há 8 anos atua profissionalmente em histórias em quadrinhos. Assinou junto a Guillermo del Toro, Travis Beachum e Yvel Guichet a graphic novel Pacific Rim: Tales From Year Zero pela Legendary Comics. Recentemente lançou, via internet, sua HQ autoral Muito Prazer. Lia, sempre com boas críticas e com o número de acessos tão grande que precisou ser relocada para outro servidor. Atualmente trabalha em uma nova história para o personagem O Doutrinador, e está envolvido em um projeto (daqueles super secretos) para a editora americana Dark Horses Comics Carnívora vem sendo desenvolvida há 1 ano, e agora está pronto para ser devorado.

Além dos 2 artistas o evento conta com outros quadrinistas independentes que estão conseguindo seu espaço neste ramo dentro do território Nacional, são eles:




Henrique Kifer Da Cruz co-criador lançando a Hq Gladiadores e Justiceiros

Em uma era há muito esquecida, a guerra pelo poder foi travada por deuses e homens. E então, houve corrupção e redenção; caos e ordem e, ao final, surgiram o mundo como o conhecemos e uma profecia, que se dispersou ao longo da história. Com a proximidade dos eventos antevistos, são chamados novos campeões: Os Gladiadores, que são os escolhidos pelos deuses primais, e Os Justiceiros, frutos de uma disputa ancestral pelo domínio da magia.

Eberton Ferreira autor de Demônio da Mata e a Rede da Carne

Em Demônio da Mata a edição mostra uma viagem pelo Brasil colônia, em 1533 e permeia pelo surgimento de misteriosos assassinatos envolvendo a amputação e os sumiços dos pés de várias vítimas aterrorizam as tribos indígenas e o povoado da Vila São Vicente. Gonçalo, um jovem aventureiro português se une a Iberê, um índio tupiniquim para juntos tentarem capturar ou eliminar o assassino, que acreditam ser uma criatura maligna, apelidada por todos de “O Demônio das Matas”.
Em a rede da carne é relatado as desventuras de uma família que mantém uma rede frigorífica nada tradicional: eles vendem carne e órgãos humanos para consumo!



Presença agora garantida nesta e nas próximas edições são os autores e seus livros. Marcando presença estão:



* A escritora e bióloga Priscila Gomes lançando
 seu primeiro livro ‪#‎AJanela ‬ 

Tamara não é mais uma menina, ela cresceu, sem a presença dos seus amados pais que tragicamente morreram em um acidente de carro misterioso e sem explicação. Quando consegue seguir em frente na sua carreira tão sonhada, descobre que o mundo não era como imaginava, e que podemos ter em nossa volta as piores pessoas do mundo. Tamara se depara com um assassino em série, retirando a vida cruelmente de jovens mulheres solitárias. E os sonhos de Tamara serão influenciadores em todo esses casos. Poderá ser uma maldição ou uma bênção? A resposta é mais profunda do que todos imaginam.

*O Ilustrador Felipe Campos com ‪#‎ExcursãoaoParquedoTerror e O pequeno caderno de pesadelos”.

O ilustrador de livros infantis e juvenis Felipe Campos se uniu ao autor Emerson Machado para dar vida ao livro infantil de poesia Excursão ao Parque do Terror, publicado pela Mar de Ideias – Navegação Cultural.
Esse é um convite a um passeio ao parque do terror. Cada personagem tem um poema assustador, que vai levando seus visitantes para as profundezas do medo. Cada desenho, meticulosamente, expressa a dramaticidade das cenas em cores e texturas.

Uma Mini Exposição dos irmãos Edno e Edmundo Rodrigues, quadrinistas que iniciaram os quadrinhos nacionais com personagens como "RAIO NEGRO", "JERÔNIMO" entre outros...

* Free Games para quem curte video games!

* Estandes com produtos geek/nerd e quadrinhos raros com o pessoal daTribo Mundana e outros!

EVENTO GRATUITO
Av Rio Branco 257 - 3º andar - Cinelândia - RJ

Weaveworld do escritor Clive Barker (Hellraiser) vai virar serie de Tv!

O escritor de horror Clive Barker (Hellraiser) vai produzir uma adaptação de seu livro Weaveworld  para o canal de televisão CW.

Além de ter participado da criação de diversas HQs, no cinema o inglês foi responsável pelo cultuado Hellraiser — Renascido do Inferno, assim como nos deu o mediano O Mestre das Ilusões. Já nos games ele assinou o ótimo Undying, para depois ser bastante criticado pelo problemático Jericho. Porém, até agora ele não tinha se aventurado pelas séries para TV. Até agora.

Para esta nova aposta a obra escolhida foi o Weaveworld, livro de 1987 que aqui recebeu o péssimo título A Trama da Maldade e que chegará a TV graças a The CW, mesma emissora que está adaptando a franquia Sexta-Feira 13. Eu não sei se isso chega a servir de consolo para os fãs, mas o próprio Barker será o produtor executivo da série.

De acordo com uma sinopse inicial, “um designer de apps se alia a uma confeiteira que descobriu ser a guardiã de uma dimensão mitológica acessível através de um portal em uma antiga mansão. Juntos travam batalhas épicas contra forças do mal que planejam controlar esse mundo mágico”.

O escolhido para comandar o roteiro foi Jack Kenny, que alguns devem conhecer da série Warehouse 13 do canal Syfy e embora os envolvidos não inspirem muita confiança, a esperança é de que eles consigam entregar algo minimamente aceitável.

Ainda de acordo com o Deadline, vem sendo cogitada a adaptação do livro para a TV há décadas, porém a trama e ambientação necessitaria do uso extenso de efeitos especiais. Isso é algo que hoje em dia torna-se possível, graças aos avanços tecnológicos e aumento do orçamento das séries de TV, como Game of Thrones, Once Upon a Time e até mesmo as próprias séries do CW, como Arrow e The Flash.
A sinopse do livro fala sobre uma raça de fadas chamada Seerkind que criam um mundo secreto em um enorme tapete, onde escondem tudo que lhes é precioso. O protagonista encontra esse tapete em uma casa enquanto persegue um pombo correio, ao mesmo tempo em que a outra personagem, neta da dona do lugar, aparece. Lá, testemunham uma seerkind e seu capanga tentando roubar/destruir o tapete, e passam a fazer de tudo para protegê-lo. O livro é classificado como dark fantasy, em alguns lugares como horror, e tem quase 700 páginas.