sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Arqueiro Verde - Quadrinhos e série - Capuz e cavanhaque

Nunca o personagem Arqueiro verde foi tão conhecido como nos dias atuais. Mesmo sendo um dos membros que participaram da Liga da Justiça logo no inicio, responsável por introduzir nas histórias em quadrinhos o dilema das DROGAS na vida de adolescentes, mostrar em uma minissérie o perigo que uma heroína mulher corre ao sair para lutar contra o crime, assumir um senso politico e demonstrar claramente seu posicionamento perante esse tema... bom... Oliver Queen é muito mais do que um rostinho bonito e cheio da grana como Bruce Wayne e Tony Stark. Vamos ver agora um pouco de sua trajetória e as ligações com a serie de Tv que está conquistando cada dia mais fans!



Arqueiro Verde (no original em inglês Green Arrow), alter-ego de Oliver "Ollie" Queen, é um personagem de história em quadrinhos do Universo DC criado por Mort Weisinger e George Papp. Ele apareceu pela primeira vez na More Fun Comics nº 73 (1941).
Em sua origem, Oliver Queen era o típico milionário industrial playboy que, certa noite, bêbado, caiu de seu iate e se viu naufragado numa ilha deserta próxima à costa da Califórnia. Conseguindo se alimentar após fazer um conjunto rústico de arco e flechas para caça e pesca, ele finalmente descobriu o que era viver sem os confortos da civilização. A salvação veio quando um grupo de meliantes desembarcou na ilha (a qual usavam como esconderijo). Queen os pegou de surpresa, tomou seu barco e os entregou à Guarda Costeira. Embora tenha se mantido anônimo, a imprensa local publicou a história e o chamou de Robin Hood moderno.

De volta à cidade, Queen decidiu passar as horas vagas combatendo o crime como Arqueiro Verde.

Vestido como Robin Hood, o Arqueiro Verde usava flechas com várias funções especiais, como flecha-cola, flecha-luva-de-boxe, flecha-de-rede e outras coisas do tipo. Originalmente, a maioria de suas características eram inspiradas no Batman. Assim como ele, o Arqueiro Verde era um bilionário, mentor de um jovem ajudante (Ricardito, ou Arsenal no original) e policiava uma cidade fictícia (Star City).

Durante vinte e cinco anos de sua carreira o personagem não foi muito significativo, mas no final dos anos 60, depois de perder sua fortuna, os roteiristas passaram a caracterizá-lo com um herói das ruas, que lutava pelas classes menos favorecidas (abandonando inclusive o uso de flechas especiais).
Essa nova fase do Arqueiro Verde foi capitaneada por Denny O'Neil (roteiros) e Neal Adams (desenhos) — com auxílio de Bob Haney. A dupla fez uma série de mudanças na série e nos seus coadjuvantes: o Arqueiro passou a fazer dupla com um outro herói, o Lanterna Verde, o garanhão passou a namorar uma heroína da casa, a bela Canário Negro, a série trata de temas adultos, sendo que na história possivelmente mais famosa, mostrou-se a dependência de drogas de Ricardito e a sua luta para se desintoxicar.
Era chocante num gibi de super-heróis, uma mídia até então vista como coisa para crianças, ver o jovem herói sendo pego em flagrante pelo Arqueiro, pronto para se aplicar uma dose.
O racismo, o autoritarismo, machismo, poluição, aumento demográfico, fanatismo religioso, exploração capitalista, drogas, enfim, todas as polêmicas da época ganharam sua história.

Abandonou o chapéu de Robin Hood e passou a adotar um capuz, o que lhe deu um aspecto mais sombrio. A fase de maior sucesso nos anos 80 foi escrita por Mike Grell (criador do Guerreiro). Ele o mudou para Seattle, Washington, onde viveu com Canário Negro sua ex namorada(em inglês Black Canary, identidade de Dinah Laurel Lance).

O primeiro gibi de fato a se chamar somente “Green Arrow” (Arqueiro Verde) foi na verdade uma minissérie em quatro edições, escrita pelo inglês Mike W. Barr e desenhada por Trevor Von Edden, publicada em 1983.
Essa minissérie, apesar de não ser um grande sucesso comercial, vendeu o suficiente para permitir novos projetos com o Arqueiro. O mais importante, foi começar a mostrá-lo como um guerreiro urbano, que depende mais da sua mira certeira, do que dos badulaques tecnológicos do início da sua carreira, que foram cada vez mais sendo deixados de lado. O verdadeiro “divórcio” entre o arqueiro caçador urbano e o super-herói playboy das flechas tecnológicas ridículas se deu com a minissérie Os Caçadores, de 1986.

Em Os Caçadores, Mike Grell reinterpreta a origem do herói, onde o mesmo diz que a história dos piratas era uma fantasia escrita pelos jornais, e que na verdade ele pegou na ilha apenas dois maconheiros que a usavam para plantar maconha. Ele teria se tornado o Arqueiro Verde quando, de volta à civilização, havia ido como Robin Hood para um baile a fantasia, e no mesmo acontecia um assalto. Após pegar os bandidos com as habilidades que aprendeu na ilha, fugiu do local para não ter problemas com a polícia, se aproveitando que ninguém tinha visto sua identidade real, já que no baile a fantasia todos usavam máscara. Daí os jornais do outro dia o chamaram de Arqueiro Verde.

Sem as flechas tecnológicas, e adotando um visual com capuz e bem mais rústico, o Arqueiro Verde se torna um verdadeiro caçador urbano, lidando com perigos reais nas ruas de Seattle. A série também discutiu problemas da sociedade norte-americana dos anos 80, assim como sua antecessora dos anos 70. Mas a mudança mais drástica, com certeza, foi no clima violento das histórias, onde Oliver inclusive passa a matar criminosos diante de uma situação de perigo ou quando fica claro que os pulhas conseguirão escapar da lei. Não à toa, a revista era indicada pra leitores maiores de 18 anos, e trazia cenas de sexo e violência.

Após algum tempo, o Arqueiro Verde morreu e foi substituído por seu filho, Connor Hawke. Para quem não engoliu esse absurdo, a DC mais tarde voltou atrás e explicou aos leitores que aquele acidente aéreo não tinha sido o fim do nosso herói, pois Parallax (o antigo Lanterna Verde) usando seus poderes quase divinos, trouxe seu velho amigo de volta da morte, na saga " O Espírito da Flecha". Depois de ressuscitar, ele passou a ter um papel maior no Universo DC.

*NOVOS 52 

Nesta nova realidade, Oliver é um jovem empresário dono das Indústrias Queen, em Seatle. Apesar de ser um herói, o Arqueiro Verde é visto como um perigoso vigilante. Seu uniforme também é semelhante ao usado por Justin Hartley em Smallville.

Oliver Queen era um bilionário playboy que perdeu os pais muito cedo e não levava a vida a sério, buscando apenas diversão. Ao se tornar adulto, tornou-se o chefe das Indústrias Queen. Oliver também tinha aula de arco e flecha com seu instrutor Tommy Merlyn.
Certo dia ele levou sua namorada, Leena, e Tommy para um passeio em alto mar para o setor de petróleo das Indústrias Queen. Enquanto dava uma festa e tentava impressionar Leena, o local foi invadido por piratas que fizeram todos de refém, à exceção de Oliver e Tommy. Um dos bandidos estava com Leena, fazendo-a de refém. Estando com o arco e uma flecha, Oliver decide acertar o homem, ignorando o aviso de Tommy de que o bandido estava segurando um detonador. Quando acerta a flecha, o detonador é ativado e todos ali são mortos na explosão e Tommy fica com severas queimaduras.
Usando um bote salva vidas, Oliver leva Tommy com ele e navega procurando terra firme. Tommy diz a Oliver que esta não será a última vez que sua irresponsabilidade machuca os outros. Após dizer estas palavras, Tommy morre.
Oliver finalmente encontra terra firme em uma ilha e passa a sobreviver usando um arco e flecha improvisado. Um ano depois Roy Harper acaba indo parar na ilha após fugir da cadeia. Nisso ele e Oliver se conhecem e conseguem arrumar uma maneira de sair da ilha. Ao retornarem para Seatle, Oliver emprega Roy nas Indústrias Queen. Para tentar recompensar os erros do passado, Oliver decide se tornar o Arqueiro Verde.


Bom... após conhecermos um pouco mais sobre o herói de arco e flecha dos quadrinhos podemos agora cruzar as informações e ver que na série de Tv, tem o básico do personagem e leva o telespectador à querer conhecer o mundo do herói esmeralda nos quadrinhos.
Sabemos que nos quadrinhos Oliver só passou a usar cavanhaque um bom tempo depois e mesmo assim seu visual era muito parecido com Robin Hood, somente depois de alguns acontecimentos que o herois passou a usar capaz e sua forma de agir ficou mais violenta (na série foi ao contrário).

Agora as novidades para a série:


Legends of Tomorrow, a série derivada de Arrow e The Flash, mostrará a versão futurista do Arqueiro Verde (Stephen Amell). Segundo o EW, o ator fará participação especial no sexto episódio como Oliver Queen/Arqueiro no ano de 2046.
Mas o Arqueiro Verde estará muito diferente de como nós o conhecemos, já que vai aparecer com cavanhaque e sem um braço, mesmo visual do personagem na saga em quadrinhos O Cavaleiro das Trevas, assinada por Frank Miller.
Além disso, este episódio de Legends of Tomorrow também introduzirá Connor Hawke, o filho de Oliver e o segundo a assumir o manto do Arqueiro Verde. “Nós acreditamos que esse episódio terá algumas das coisas mais legais que já fizemos na série”, acrescentou o produtor executivo Marc Guggenheim.